NOVIDADES
Cadastre-se e fique por dentro de tudo o que acontece na DalPet.

Quero ser um representante

Preencha com seus dados que entraremos em contato:

SAC 0800 47 4848

DICAS E INFORMAÇÕES | Gatos

Saúde

Doenças infectocontagiosas

O gato também pode ser acometido por doenças infectocontagiosas causadas por vírus, bactérias e endoparasitas. A maioria delas pode ser prevenida com vacinação.

 

- Calicevirose:

O que é – Doença infecciosa do trato respiratório superior dos gatos, causada pelo vírus Calicevirus felino. O contágio depende da linhagem e da resistência do animal.

Sintomas – Os sintomas geralmente surgem na boca, focinho e olhos. São anorexia, febre, depressão suave, mal-estar, rinite leve e conjuntivite moderada.A língua é o local mais comum para as úlceras, mas elas podem também no ocorrer no palato. Em alguns casos a ulceração na boca, pode ser o único sinal da doença. Usualmente as úlceras começam como vesículas, que subsequentemente se rompem. 

Transmissão – Acontece por contato direto entre os animais, principalmente recém-nascidos, ou através de objetos, como gaiolas, comedouros, bebedouros, cobertores e brinquedos contaminados.

 

- Leucemia Felina:

O que é – A Leucemia felina é uma doença provocada por vírus(FeLV) eé uma enfermidade cada vez mais frequente.

Transmissão –Pelo contato com a saliva de outro animal infectado, através de mordidas e ou lambidas e contato com objetos contaminados. O contágio de mães para filhos é também possível.

Sintomas – Icterícia, perda de apetite, úlceras na boca, gastroenterites, além de alterações reprodutivas e respiratórias.

Como prevenir – O vírus é facilmente eliminado do ambiente através da limpeza e da desinfecção com produtos de uso doméstico. A vacinação é um dos meios possíveis de prevenção, mas apresenta alguns riscos (aparecimento de fibrossarcomas) e pode não ser totalmente eficaz. Assim, o melhor método de prevenção é impedir o contato do animal com outros gatos.

 

- Rinotraqueíte Viral Felina:

O que é – Doença grave que ataca o aparelho respiratório de gatos, causada pelo herpes vírus do tipo 1. Subnutrição, higiene precária do local e tamanho da população são fatores oportunistas, que aumentam as chances do vírus.

Sintomas – Espirros, ejeção purulenta, conjuntivite purulenta com úlceras da córnea e lesões na língua. Animais gestantes frequentemente abortam.

Os animais infectados com o vírus ficam suscetíveis a infecções bacterianas. A mortalidade é alta entre os filhotes e adultos debilitados; 80% dos gatos curados continuam sendo portadores do vírus no estado latente (o vírus não causa nenhum sinal clínico) sendo que situações de estresse podem tornaro vírus ativo novamente.

Medidas de controle:

- Evitar aglomeração de animais.

- Quarentena na introdução de um novo animal em um gatil.

- Tratamento individual de animais infectados.

- Implementação de um protocolo de vacinação maciça.

- Isolamento de ninhadas de filhotes suscetíveis.

 

- Tifo:

O que é – Doença felina chamada de tifo felino, a panleucopenia ataca os animais mais jovens. É causada por um parvovírus muito resistente ao ambiente.

Transmissão – Acontece por contato direto com outro animal doente, pelas partículas de secreções infectadas suspensas no ar e por ingestão oral.

Sintomas – Anorexia, vômito, febre e diarreia com aspecto mucoso, podendo conter estrias de sangue. As mucosas do animal ficam pálidas e podem surgir ulcerações, principalmente na borda da língua.

Como prevenir – Para reduzir a contaminação do ambiente, utilizar água com solução de hipoclorito de sódio. A taxa de mortalidade é de 50% a 60%, com possibilidade dos animais curados apresentarem sequelas de diarreia persistente.

 

- Síndrome Urológica Felina – SUF:

O que é – Doença que atinge cerca de 1% dos gatos, com média de idade entre 2 e 6 anos. Os machos são mais propensos a desenvolver a doença por causa do comprimento e da largura de sua uretra.

Sintomas – Dor intensa ao urinar, com dificuldade ou ausência total de micção, presença de sangue na urina, o animal pode urinar em outros locais da casa, mesmo quando acostumado a urinar em local específico, urina com maior frequência, mas em pequena quantidade.

Os especialistas ainda não chegaram a uma conclusão quanto à causa da doença, mas acreditam que gatos com pouca atividade física, gordos e com alimentação muito seca tem maior tendência a desenvolvê-la.



◀︎ ANTERIOR
PROXIMA ▶︎






Copyright © 2018 DalPet | Desenvolvimento Propaga + Quax